Mim-eu-Mesmo - Moa Sipriano
O Autor

"Se você não tem ideia de quem é o escritor pelúnico aqui do outro lado, te convido a bisbilhotar minhas entrelinhas. Descubra como me transformei num dedicado e competente contador de diferenciadas histórias coloridas. Conheça passagens da minha existência e fragmentos da minha personalidade. Nada tenho a esconder, apenas a revelar... com muito prazer... em todos os sentidos!"

Literatura Homopular

Aqui você vai encontrar livros digitais que retratam com fidelidade e lirismo todos os meandros da Diversidade, onde o amor verdadeiro, os conflitos internos, o sincero companheirismo e a real espiritualidade são temas que amo explorar. Busco pincelar minhas histórias com inteligência, sarcasmo, sensualidade e inspiração em tonalidades exatas.

Espero te surpreender :)

Ponto G - Moa Sipriano
Ponto G

Uma coletânea de histórias homoeróticas e homoafetivas para encantar seu coração, atiçar suas fantasias, polemizar sua alma. São 53 contos a revelar meu estilo "sipriânico" de expor pura poesia homopopular. Conheça seres viris e delicados a gritar, sem censuras, todos os seus anseios e suas profundas vivências. Escrevo ficção ou realidades? Cabe a você desvendar as verdades das minhas entrelinhas.

O Segundo Travesseiro - Moa Sipriano
O Segundo Travesseiro

Desnudando segredos, mistérios e alegrias de um "segundo travesseiro", acompanhe a fusão surpreendente de dois homens e suas lutas pela Vida, a descoberta da real amizade e o nascimento de um amor reescrito nas estrelas, abençoado por anjos inusitados.

30 Dias - Moa Sipriano
30 Dias

Através do polêmico diário de Jägger, o leitor será fisgado numa série de relatos capaz de superar suas fantasias mais íntimas. Prepare-se para uma aventura carregada de homoerotismo, paixão, loucuras, amor e elevada reflexão. Experiências vividas além do impossível por um jovem que chegou às últimas consequências para compreender os reflexos da sua própria insanidade. (+18)

Fragmntos - Moa Sipriano
Fragmntos

Experiências vividas na carne, no sexo, na madrugada. Verdades coletadas na companhia da Dor. Frases e parágrafos repletos de Amor e Amizade. Resquícios de uma beleza compartilhada com o Próximo. Um desejo insano de abrilhantar a existência do meu leitor com minha realidade, zero fantasia, total vivência. FRAGMNTOS Sipriânicos. Divirta-se!

Gauchalemão - Moa Sipriano
Gauchalemão

Ele jamais escondeu sua veneração pelo povo gaúcho. Durante anos, em suas mambembes viagens ciganas, esbarrando sua morenice paulista num sulista transparente de ocasião, foram muitos os encontros e despedidas. Ele ainda sonha com o dia em que será abençoado com o amor verdadeiro e definitivo compartilhado com um autêntico e rústico "Gauchalemão".

Poltrona 47 - Moa Sipriano
Poltrona 47

Fons revela cinco acontecimentos que retratam suas aventuras homoeróticas ocorridas em ônibus intermunicipais. O sexo é decupado em toda sua glória através de revelações surpreendentes, orgias alucinantes, envolvimentos jamais programados. Rústicos curiosos buscando quebrar todas as regras, onde a Hipocrisia foi besuntada em ácido gozo libertador. (+18)

Ursolitário - Moa Sipriano
Ursolitário

A oportunidade do leitor conhecer um pouco mais sobre as verdades que eu capto no universo e transformo em poesia acessível, sempre disposto a levar um pouco de luz e cor a um mundo que ainda insiste em permanecer tão opaco. Medos, vivências, solidão e recomeços. O outro lado do escriba. Sem receios de revelar o que acontece nas minhas próprias entrelinhas pelúnicas.

Azul - Moa Sipriano
Azul

Quantas eventos da Vida evitamos solenemente todos os dias, já que permanecemos preocupados apenas com o que acontece no centro do nosso umbigo fétido? Será possível viver uma união fantástica, transformando-a numa bela e real história de amor com alguém que jamais imaginaríamos passar o resto de nossas existências?

Dois - Moa Sipriano
Dois

Para compor sua arte, Zeeg adorava perambular pelo cemitério local, apreciando anjos, cristos e demais santos esculturados, amontoados sobre túmulos esquecidos. Naquela dia, porém, o brilho irresistível de uma lápide e uma imagem sépia de um rosto sedutor cativaram sua atenção. Desde então, fatos estranhos e coincidências perturbadoras passaram a rondar a vida do artista, onde algo surpreendente mudaria o rumo da sua existência para sempre.

Rodamundo - Moa Sipriano
Rodamundo

João Gaiola, casado, pai de família, era famoso pelas suas traições sexuais país afora. Numa de suas paradas, ele conheceu um macho que lhe impôs novos Mistérios do Prazer. Quem diria que Rodamundo seria o responsável a proporcionar um inesquecível "fazer amor" perfeito capaz de mudar por completo a vida do insaciável, hipócrita e insensível caminhoneiro? (+18)

Pompó - Moa Sipriano
Pompó

Um dia, César decidiu acabar com a própria existência. No "Além", gozando da companhia de Pompó, seu anjo da guarda gay, César finalmente aprenderia como eliminar suas falhas durante uma aula irreverente e esclarecedora, através de técnicas reais e comprovadas para se executar um suicídio bem-sucedido... dos seus demônios interiores. (+18)

Rdodopiá - Moa Sipriano
Rodopiá

Desde o estúpido acidente, Rod sonhava com a volta da harmonia no lar e a chance de curtir seu dia tão especial. Num encontro mágico, seu desejo mais íntimo tornou-se realidade, graças a alguém que soube interpretar sua dor, eliminando as amarras do seu passado. Rod, o inválido, perdeu a virgindade do corpo e da alma. Rod, o vencedor, descobriu o Amor através de um anjo chamado Rebbeca.

O diabo veste prata - Moa Sipriano
O diabo veste prata

Jaime tinha dezesseis quando descobriu as alegrias do primeiro amor compartilhado com André. Quando seus pais descobriram seu relacionamento "pecaminoso" com outro garoto, internaram o filho em uma clínica evangélica especializada na "recuperação" de homossexuais. Acompanhe o relato de alguém que só queria viver em toda sua plenitude o AMOR que hoje ousa gritar o SEU NOME.

Feicebuque - Moa Sipriano
Feicebuque

Uma coletânea de facepérolas. Tenho certeza que você vai se identificar em inúmeras situações, além de rir sem vergonhas diante de tanta panguice explícita. Relaxe e medite sobre os acontecimentos reais aqui expostos. Divirta-se com as tosquelices dos Despreparados batendo de frente com minhas fofas respostas sipriânicas.

Hans - Moa Sipriano
Hans

Sid não esperava mais encontrar um amor para preencher sua existência. Até o dia em que Hans apareceu. Através de cartas, Sid projetou seus sentimentos mais profundos, suas verdades mais honestas e seu desejo único de cuidar de um rapaz tímido que apenas ansiava passar seus últimos dias ao lado de alguém muito especial.

Contato

© 2004 - 2022 . Moa Sipriano

Made with Mobirise ‌

Web Site Maker